Crise da Meia-idade: 7 Maneiras de Superar com Sucesso.

March 20, 2021

Comments

Share

Não será simples ou fácil superar uma crise da meia-idade. Porém, é possível embarcar na segunda metade de sua vida com novos propósitos e reinterpretar a vida.

A crise da meia-idade é uma fase da vida pela qual todos vamos passar, uns sentem mais e outros menos, mas o fato é que quando a crise da meia-idade chega compromete o nosso equilíbrio.

Aqui estão algumas dicas de como percorrer por esse período de transicão e dar um novo significado à sua vida.

O que acontece durante a crise da meia-idade?

Quando as pessoas enfrentam uma crise de meia-idade, podem se sentir oprimidas; tudo está tumultuado, tanto psicológicamente quanto fisicamente. Entender o que está acontecendo o ajudará a passar com sucesso pela transição e sair da crise da meia-idade.

A crise de meia-idade pode ser mais longa ou mais curta e é caracterizada por diferentes fases em que a pessoa adota comportamentos específicos em cada uma delas. Identificar as várias etapas pode ajudá-lo a encontrar soluções e a não perder o controle de sua vida.

Como uma crise de meia-idade irrompe em sua vida depende de muitos fatores, incluindo seu parceiro, sua família, síndrome do ninho vazio, etc.

Sentimentos comuns durante a crise da meia-idade.

Insatisfação.

Você já acordou e olhou em volta e sentiu-se terrivelmente insatisfeita com tudo e todos?

Durante a crise da meia-idade, você pode sentir uma insatisfação geral; de repente seu casamento não te satisfaz mais, seus amigos não são interessantes, o trabalho não é do seu agrado e a lista pode ser muito longa …

Normalmente as pessoas tentam superar a crise da meia-idade, por exemplo, divorciando-se, mas continuam sentindo-se insatisfeitas, então elas pensam que é o trabalho , os amigos, a família etc.

Ao tentar encontrar uma resposta para a sua insatisfação, sem entender as causas, a pessoa corre o risco de arruinar a própria existência. Durante a crise è muito comum procurar refugio em comportamentos contraproducentes como vícios, compras e festas compulsivas, distúrbios alimentares, entre outros.

Você pode procurar respostas.

A vida está cheia de incertezas e nesta fase da vida mais do que nunca. Questionamos tudo ao nosso redor porque não estamos satisfeitas, porque não temos certeza se queremos continuar vivendo como antes.

Algumas pessoas se sentem frustradas porque não foram capazes de realizar seus sonhos e construir a vida que desejavam. Esta fase pode ser muito positiva, pois temos a oportunidade de nos aprofundarmos nessas questões e aprendermos a estabelecer limites e, finalmente, assumir o controle de nossas vidas.

Sua vida pertencer a você.

Podem surgir sentimentos confusos, tais como: compreender que as coisas ao seu redor não são exatamente o que você sonhou. Mesmo quando na realidade reflete tudo o que você desejou e construiu com tantos sacrifícios.

Você perdeu sua auto-estima, não gosta mais de si mesmo; pode ser a maneira como você se comporta como os outros, sua preocupação excessiva com o futuro ou sua ansiedade. Seja lá o que for que não gosta, você começa a se perguntar quem você realmente é e, acima de tudo, quem você quer ser daqui para frente.

Essa é a fase de liberação de todos os excessos (álcool, compras, drogas) e daqueles vínculos que não o fazem expressar sua essência e sair das sombras e assumir o controle de sua vida.

O autoconhecimento é a chave para dar os primeiros passos para superar a crise da meia-idade. Uma viagem interior traz clareza, vai fazer você se sentir uma mulher diferente, mais forte, mais confiante, com ideias claras sobre quem você é e o que deseja alcançar.

Como superar a crise da meia-idade.

superar a crise da meia-idade com sucesso

Agora que você sabe que não é feliz, tudo o que você precisa fazer é mudar. Em primeiro lugar e você vai precisar saber quem você é hoje e quem  você quer ser.

As mudanças não acontecem da noite para o dia, o período de transição é longo e pode ser doloroso. Mas este caminho de crescimento a levará a uma vida plena e extraordinária.

I) Enfrente seus problemas.

Determine se o problema é uma crise de meia-idade ou se é passageiro. Antes de começar a tratar os problemas que você tem, como se fossem produto de uma crise de meia-idade, recomendamos que você verifique se é isso que está enfrentando. Faça o teste clique no link👉.

Você pode se sentir preso em seu casamento, desejando um emprego diferente e um novo começo em outro lugar. Mesmo que sinta esse desejo, você não precisa fazer isso imediatamente. Pense, descubra se é isso que você realmente quer.

II) Livrar-se de tudo o que você não precisa mais.

Comece com as coisas que você acumulou em casa. Assim, você terá mais tempo para dedicar a si mesma, em vez de ter que cuidar e limpar de coisas desnecessárias.

Até as pessoas também se tornam desnecessárias, pense nas pessoas que você procura e elas sempre te decepcionam; na meia-idade, você descobrirá que muitas pessoas não têm mais nada a ver com você. Então, por que continuar saindo com eles? Você merece estar mais tempo com pessoas que o ajudam a crescer, que o apoiam, que te respeitam

III) Controle seu estresse.

Passe algum tempo sozinha, aprenda a praticar mindfulness. Não deixe a mente vagar, zele pelos seus pensamentos, substitua pensamentos negativos por pensamentos positivos (você pode pensar em um novo projeto, por exemplo). A plena atenção é uma ótima maneira de aprender a viver no aqui e agora, além de eliminar a ansiedade. 👉 Grátis

Encontre espaço para fazer as coisas do seu jeito. Faça uma caminhada, passe algum tempo na natureza ou medite.

Ações simples que atuam na prevenção e controle do estresse:

  • fazer exercícios, dormir bem, fazer uma alimentação balanceada, reduzir o álcool, o fumo e o café, administrar melhor o seu tempo, ver um programa, um filme, uma comédia.
  • Fundamental reconhercer as suas emoções; é normale sentir-se zangado ou chateado. Os sentimentos são reações naturais às circunstâncias estressantes.

IV) Não tome decisões precipitadas.

Certifique-se de não tomar decisões impulsivas, pois pode ser divertido, mas pode sair do seu controle. Antes de tomar qualquer decisão, reúna informações e examine suas possibilidades.

Você pode escolher mais de uma opção. Por exemplo, se você está insatisfeito com seu trabalho, considere mudar de emprego, trabalhar em outra filial ou como você poderia fazer seu trabalho usando as novas tecnologias.

Considere suas opções cuidadosamente antes de prosseguir. Não é necessário tomar uma decisão drástica para ser feliz.

V) Aprecie a vida que você tem.

Aceite que você é adulta e tem responsabilidades. Em vez de sentir-se incomodada por ter de assumir responsabilidades, procure algo em sua vida pelo qual seja grato.

Por exemplo, se você inveja a amiga porque ela é solteira e tem um estilo de vida despreocupado, você escolheu de ter uma família e tem muita sorte por ter pessoas que você pode contar com o apoio delas.

Lembre-se que algumas pessoas precisam pedir por coisas que você pode ver como fardo.

VI) Procure novos objetivos para realizar.

Pesquisas mostraram que as pessoas de meia-idade têm dificuldade em estabelecer novos objetivos. Elas preferem manter o status alcançado.

“Quando a perspectiva de futuro é percebida como limitada, como é o caso na meia-idade, as pessoas têm mais probabilidade de adotar metas de manutenção em vez de recomeçar com metas voltadas para novas conquistas.”

Mas, … talvez você seja diferente? Certifique-se de que seus objetivos sejam realistas.

Em alguns casos, não será mais possível obter tudo o que deseja. Se você desistiu de um sonho, poderá encontrar novos objetivos em muitas áreas de sua vida. Você pode não realizar seu sonho de infância de ser um astronauta, mas pode ser uma professora de astrofísica.

Estabeleça metas relacionadas à economia, família, amor, profissão e saúde. Por exemplo, procure aprender algo que goste, adote um estilo de vida mais saudavel.

VII) Evite vícios (álcool, drogas, abuso de medicamento…)

A depressão e a ansiedade, presentes na meia-idade, podem ser o gatilho para começar a beber na tentativa de lidar com seus sentimentos e emoções negativas.

Usar álcool nesta fase pode parecer divertido ou excitante. No entanto, quando o efeito passar, você sentirá o mesmo vazio de antes. Além disso, o álcool e alguns tipos de drogas estão diretamente relacionados às dificuldades financeiras, problemas de saúde e aumento do estresse.

Mas a mudança na meia-idade é um mito ou uma realidade?

Na meia-idade, fica mais difícil pensar em novos projetos e novos objetivos. Se você acha que é tarde para projetos a longo prazo, que não vale mais a pena investir em você ou fazer mudanças significativas, saiba que existe uma crença generalizada de que o tempo disponível é muito curto e a energia é reduzida, portanto não se possa fazer outra coisa senão renunciar.

Mas as mudanças, na verdade, é a energia vital que nos impulsiona à vida, nunca deve se apagar. Existe uma espécie de preconceito, sobretudo contra as mulheres que chegam à meia-idade, que compromete aquele impulso de ter novos projetos, de ser ativa e nunca renunciar aos seus sonhos. A renúncia logra à existência causa a morte prematura, uma morte do espírito que antecipa a do corpo.

Além do mais, a renúncia, ao longo do tempo, traz um sentimento de insatisfação perene. A insatisfação com o passar dos anos pode se transformar em frustração e adoção de comportamentos compensatórios; comer mal, beber, não cuidar-se.

A busca de uma resposta por meio de soluções artificiais não produz nenhum resultado positivo, pois a solução pode ser encontrada somente por meio do conhecimento de si mesma, a descoberta de novos valores (veja o video) mediante os quais realinhar a própria vida.

Referências

KargerMidlife Crisis: A Debate, by Freund A.M. · Ritter J.O. acceded 13/03/2021, available at https://www.karger.com/Article/Abstract/227322

Psychology Today, What a Female Mid-Life Crisis Looks Like, by Marcia Reynolds Psy.D. acceded 10/03/2021 available at https://www.psychologytoday.com/gb/blog/wander-woman/201105/what-female-mid-life-crisis-looks     

Psychcental,  The Mid-Life Crisis: An Opportunity in Disguise? On Psychcentre, by By Ben Martin, Psy.D. acceded at  05/03/2021 available at   https://psychcentral.com/lib/the-mid-life-crisis-an-opportunity-in-disguise/?all=1

Join Our Newsletter

Categories

Related Posts

5 Sinais Claros de que o Relacionamento Longo Vai Acabar.

5 Sinais Claros de que o Relacionamento Longo Vai Acabar.

Às vezes, ignoramos os sinais de que o relacionamento vai acabar. Embora tenhamos a sensação de que o relacionamento não está indo bem, preferimos permanecer na zona de conforto. Quando o relacionamento termina a primeira coisa que pensamos é - “mas estava tudo bem,...

5 Atitudes que Motiva a Falta de Respeito.

5 Atitudes que Motiva a Falta de Respeito.

A falta de respeito pode surgir de várias formas; pode ser um comportamento direto ou indireto, um insulto ou um sarcasmo. Seja qual for o desrespeito, a aceitação passiva não é a melhor solução, pois pode prejudicar a sua dignidade e autoestima. Respeito é o que se...

As Melhores Máscaras Caseiras para Pele Madura

As Melhores Máscaras Caseiras para Pele Madura

As máscaras facial caseiras é um tratamento de beleza indispensável para pele madura durante o inverno, para manter a pele radiante e hidratada. O tempo é o inimigo por excelência da nossa pele, invisível e imparável. As máscaras são as melhores aliadas da pele...

0 Comments

0 comentários

Enviar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *